Notícias: 2018/19: Chelsea vence final inglesa

Sexta-feira 31 Maio 2019 9.10 CET

Olivier Giroud confirmou o estatuto de melhor marcador da prova e ajudou o Chelsea a conquistar pela segunda vez a UEFA Europa League, ao mesmo tempo que aumentou o seu recorde para 18 jogos seguidos sem perder na competição.

Giroud, que se descreveu como "o homem mais feliz do mundo" numa emocionada entrevista no final do encontro, foi letal durante toda a campanha na Europa League. O avançado falou calorosamente sobre a sua antiga equipa, mas foi o seu cabeceamento que obrigou o Arsenal a arriscar mais e a abrir os espaços que permitiram a Pedro aumentar a vantagem do Chelsea com um remate colocado. Hazard depois bisou e permitiu à equipa de Sarri tornar-se na primeira a conquistar o troféu na era da Europa League sem sofrer uma única derrota durante toda a época.

O Frankfurt de Adi Hütter jogou corajosamente em Stamford Bridge e só foi eliminado das meias-finais nas grandes penalidades. Os alemães foram a sensação da prova e já tinham conseguido uma surpreendente reviravolta nos quartos-de-final ao eliminar o Benfica, antigo finalista da prova, devido aos golos fora, depois de vencerem por 2-0 na Alemanha.

O Chelsea tornou-se no 13º clube a vencer mais do que uma vez a Taças UEFA/UEFA Europa Leagues. Os londrinos conquistaram a Taça UEFA em 2013, a Taça dos Vencedores das Taças (1971, 1998), a SuperTaça Europeia (1998) e a UEFA Champions League (2012).

Este foi um dos triunfos mais folgados de sempre numa final da UEFA Europa League, igualando a margem das vitórias do Atlético por 3-0 sobre o Athletic Club em 2012 e o Marselha em 2018.

O Arsenal, que também foi derrotado em 2000, juntou-se a outras cinco equipas que perderam mais do que uma final da Taça UEFA/UEFA Europa League sem conquistar o troféu. A última equipa a sofrer quatro golos numa final tinha sido o Middlesbrough, que foi batido por 4-0 pelo Sevilla na Taça UEFA de 2006.

Além de ter conseguido a proeza inédita de terminar invicto a campanha na UEFA Europa League, a série de 18 jogos sem derrotas levou a que o Chelsea se tornasse no primeiro vencedor a estar invencível na competição até à conquista do troféu.

O Arsenal repetiu as proezas conseguidas anteriormente por Benfica e Sevilha ao alcançar os meias-finais em épocas consecutivas, mas o treinador Unai Emery não conseguiu reeditar o sucesso conseguido com o Sevilla entre 2014 e 2016, quando conquistou o troféu em três temporadas seguidas.

Aos 19 anos, João Félix tornou-se no jogador mais jovem a fazer um "hat-trick" na UEFA Europa League, com uma exibição deslumbrante pelo Benfica na recepção ao Frankfurt na primeira mão dos quartos-de-final.

Sebastiano Esposito, avançado de 16 anos, também se tornou no jogador mais jovem da história da UEFA Europa League, estreando-se pelo Inter frente ao Frankfurt nos oitavos-de-final.